domingo, 10 de junho de 2012

Amanhã

Se nosso tempo
não fosse tão agora
viveríamo felizes
no alvorecer.

Amanhã será o derradeiro dia
amanhã nunca vai morrer
Amanhã toda lágrima será alegria
A maldade não rá prevalecer,
nem a fome, nem a desigualdade
que subjugam o homem.
Amanhã todas as correntes irão se romper.

Nenhum comentário:

Postar um comentário